Confissões de Uma Viciada

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

CINEMA: Flipped

Flipped conta a história de Juli e Bryce, Juli desde a primeira vez que viu Bryce se apaixonou perdidamente pelo garoto, mas ele apenas a achava irritante. E com o passar do anos os dois viram adolescentes e a situação continua a mesma, até que em um momento Juli percebe que não sabe o por que de gostar de Bryce .

Uma história sobre o primeiro amor? Parece clichê, não? Mas, afinal o quem tem de tão mal nisso? Estamos tão acostumados a relacionar uma história clichê, a uma narrativa ruim. E FIipped me fez lembrar que isso não é verdade.

Esse filme é uma boa prova que uma história não precisa ser inovadora para ser boa, é apenas preciso que ela esse seja bem contada.
Um dos pontos fortes da película seria a mesma cena seja contada tanto do ponto de vista de Bryce e de Juli, uma boa forma de mostrar o que interpretações fazem com os fatos.Uma temática muito importante explorada pelo filme é que algumas pessoas mesmo tão perto de nós e que conhecemos há muito tempo, não sabemos quem realmente são.

 Quem realmente dá vida ao filme é Madeline Carroll interpretando a adorável Juli, garota que amadurece mais rapidamente do que todas as outras. Rob Reiner e sua equipe transformaram um filme com uma premissa conhecida em uma ótima história de amor, essas que estão tão em falta hoje em dia.


Elenco: Madeline Carroll, Callan McAuliffe, Rebecca De Mornay, Anthony Edwards, John Mahoney
Roteiro: Rob Reiner , Andrew Scheinman ,Wendelin Van Draanen.
Diretor:
Rob Reiner
Ano: 2010
Nota: 7,5




segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

VLOG: Água para Elefantes

CINEMA: Black Swan

"Nina é uma bailarina de uma companhia de balé de Nova York, cuja vida, como todos aqueles em sua profissão, é completamente consumida pela dança. Ela vive com sua mãe obsessiva, a ex-bailarina Erica, que exerce um controle sufocante sobre ela. Quando o diretor artístico Thomas Leroy decide substituir sua prima ballerina Beth MacIntyre para a produção de abertura de sua nova temporada, ‘O Lago dos Cisnes’, Nina é a sua primeira escolha."

Desde que saiu o trailer eu criei enorme expectativas em relação a esse filme, e com seu sucesso esmagador na crítica só fez aumentar minha curiosidade. Mas realmente Cisne Negro merece todo essa agitação em torno dele?

O conto de fadas 'O Lago dos Cisnes' é um dos poucos que realmente acho interessante, com uma narrativa que foge do comum, representando a dualidade humana. O filme se baseia sabiamente nessa dualidade para mostrar Nina uma bailarina com desvios de personalidade provocados principalmente pela pressão do Balé profissional.

O mais interessante é a condução da narrativa feita pelo excelente diretor Dareen Aronofsky na mão de outro facilmente poderia se tornar um filme piegas, contudo a história vai se construindo enfatizando cada vez mais a ascensão do lado negro na personalidade da bailarina . As alucinações cada vez mais constante confundem o expectador no que é real e o que não é.

Outro ponto muito forte são as atuaçãoes de Natalie Portman(Nina) e Mila Kunis(Lily) ambas sustentam o filme com majestosidade, o conflito entre ela se as cenas de envolvimento entre ambas são excelentes. Talvez o único defeito do filme seja a primeira parte do filme, esta mais lenta mostrando somente o lado puro de Nina. No entanto ao mesmo tempo não é um defeito já que da progressividade película.

O auge do filme é a montanha russa que é o espetáculo do Lago dos cisnes , onde as ilusões de Nina são cada vez mais se entrelaçam com a realidade.
Ou seja, o filme merece e muito toda essa expectativa em torno dele, um verdadeiro espetáculo.


Elenco: Natalie Portman, Mila Kunis, Vicent Cassel, Barbara Hershey, Winona Ryder.
Direção: Darren Aranofsky
Roteiro: Mark Heyman,Andres Heinz e John McLauglin.
Gênero: Thriller psicológico, drama.
Ano: 2010
Nota: 9.9





sexta-feira, 26 de novembro de 2010

CINEMA: A Mentira (Easy A)

Um filme anos 80 sem ser anos 80. Digo isso porque, Easy A foi um mix dos clássicos de John Hughes, perfeito para apresentar a geração da internet e SMS de hoje. É inteligente, engraçado e com tiradas muito boas da brilhante Emma Stone.

O filme conta a história da anônima Olive (Emma) que de mentira após mentira, vira a garota mais popular e vagabunda da escola. Primeiro, numa tentativa de não acampar com sua melhor amiga, ela diz que perdeu a virgindade. Depois, um amigo gay pede para espalhar que eles transaram e a seguir vira um redemoinho de mentiras, onde Olive vira a mais rodada. Tentando escapar dos boatos, ela cria um vídeo onde conta tudo o que fez para tentar se redimir.

Já vou direto na parte da Emma Stone (Superbad), porque me apaixonei por ela (não no jeito lesbian). A garota é sensacional e engraçada. Seu olhar, atitude e sagacidade, ela é Olive Penderghast. Mesmo cantando no chuveiro ou inventando boatos de ser uma promíscua, ela segura sua atenção até o fim. Palmas pra moça. Easy A foi a prova de que Emma consegue levar um filme sozinha. E ela fez isso muito bem.

Agora, trilha sonora... que trilha foi essa, senhor? Me emocionei quando tocou Don't You (Forget About Me). Foi uma música melhor que a outra. De novo, mais uma lição dada pelo mestre John Hughes.

E o que mais Easy A aprendeu com o mestre Hughes? Que não precisa ter mulheres gostosas e nuas, ou sexo para dizer que é engraçado, porque acredite, não é. O filme faz você rir do começo ao fim e até se identificar com as histórias e angústias dos jovens, que mesmo com o passar dos anos, não muda.

Então, se quer rir e conhecer a Emma Stone antes de virar a Gwen no reboot de Spider-Man, assista Easy A.



Elenco: Emma Stone, Penn Badgle, Amanda Bynes, Dan Byrd,Stanley Tucci, Malcom McDowell, Lisa Kudrow, Cam Gigandet, Patricia Clarkson, Thomas Haden Church e Alyson Michalka 
Direção: Will Gluck
Roteiro: Bert V. Royal
Gênero: Comédia
Ano: 2010
Nota: 9.0

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

TRAILER: Green Lantern (Lanterna Verde)


Eu sou uma pessoa que sempre fica empolgada com trailers, e sempre me ferro porque o filme acaba sendo uma porcaria. Pois bem, o trailer do Lanterna Verde saiu e eu não me empolguei. Logo, o filme será bom, certo?



Primeiro e maior erro desse filme: Blake Lively. Péssima em Gossip Girl e em qualquer filme. Sua única qualidade é ser gostosa. Talvez por isso tenha sido escalada. (viciada em TPM detected)

Achei que o fato da roupa do Lanterna ser toda CGI iria atrapalhar, mas ficou legal. Ryan Reynolds sempre será fodástico em qualquer papel que faça. Mas ainda prefiro ele como Deadpool.

Anyway, não vou criticar tanto o filme, pois só tem 2 minutos de trailer. Green Lantern estréia em 17 de junho de 2011. Depois dessa data eu poderei jogar toda a minha TPM em cima.

E que venha Capitão América, porque esse eu sei que não vai me desapontar!

TRAILER: Red Riding Hood (Chapeuzinho Vermelho)

Maoeee. Quem diria que um trailer da versão macabra de Chapeuzinho Vermelho ía me fazer surtar de tão legal que ficou.

Dirigido por Catherine Hardwicke de Twilight (sem pedras, por favor), o filme conta a história de uma jovem (Amanda Seyfried) que vive numa vila medieval aterrorizada por um lobisomem. Contra a vontade de seus pais, acaba se apaixonando por um lenhador (Shiloh Fernandez).



Gary Oldman, Billy Burke e Lukas Haas também estão no elenco. O filme estreia em março de 2011.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

TV: The Walking Dead


Se você procura por algo bom para ver na tv, você acaba de encontrar. The Walking Dead foi definitivamente a melhor estréia desse ano. E esperei passar o segundo episódio para fazer esse post, apenas para ter certeza que essa série é muito boa.

Baseado na HQ com o mesmo nome, The Walking Dead conta a história de um grupo de humanos lutando por suas vidas após o Z-DAY (o dia em que os mortos voltam a andar).

A história tem como seu ponto central o personagem Rick Grimes, policial que entrou em coma após ser atingido por um tiro em uma ação de rotina da policia. Ao acordar ele percebe que as coisas estão um tanto fora do normal, e ele sai em busca de encontrar sua esposa Lori e seu filho Carl.


Nos primeiros cinco minutos você já abre a boca depois de ver o "herói" Rick acertar uma bala na cabeça de uma criança zumbi. Se você não achar isso fucking awesome, mude de canal. Este não é o programa certo para você.

E no centro de toda essa loucura de mortos-vivos, você encontra o drama humano. O foco da série se une aos personagens e seus dilemas. Rick por exemplo, se encontrará num triângulo amoroso entre sua mulher e seu melhor amigo. Antes disso, temos um marido tentando não matar sua esposa-zumbi. Ou seja, é uma história humana com toques de terror.


Outro ponto mais que positivo para a série: maquiagem. Sério, só a julgar pela a foto da mulher, já se percebe do que eu estou falando. Está muito bem feito. Não ficou comédia estilo Resident Evil. Ficou terror de dar medo.

Sem mais, se você procura por uma série boa, original e quer sentir medinho, assista The Walking Dead.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Teaser de Pânico 4 vaza na web

Boa qualidade. Há alguns dias rolou a gravação da entrega do Scream Awards, onde teve de tudo. Desde The Twilight Saga: Eclipse levando todos os prêmios, a reencontro de De Volta Para o Futuro e o teaser de Pânico 4.

Para apresentar o trailer foram Neve Campbell, Wes Craven, Emma Roberts e o safado e cretino David Arquette. Courtney Cox não foi por motivos óbvios (traição do marido Arquette). Confira o trailer abaixo:



Sidney voltou a Woodsboro para promover um livro, mas por que? (quem voltaria depois de ver quase a cidade inteira morrer na sua frente?) E é partir daí que os assassinatos acontecem.

Voltaram ao estilo do primeiro filme. Mas sinceramente, essa fórmula de terror adolescente com mulheres gostosas já está tão batido. Com todos os filmes é a mesma coisa e não só com a franquia Pânico, mas qualquer filme de terror.

Bom, a pergunta que não quer calar é "Quem será o assassino dessa vez?" No primeiro foi o namorado. No segundo foi a mãe do namorado. No terceiro foi o irmão da Sidney. E agora? O jeito é esperar até 29 de abril de 2011 para descobrir.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

"Back To The Future" Reunion no Scream Awards?? OMG!!!

Primeiro: Quem nunca passou a infância sentada de frente para a tv, assistindo Marty McFly viajar no tempo com o carro mais fodástico de todos os tempos?  

Segundo: Quem quer ver isso acontecer de novo, só que 25 anos depois?

Não, colega. Não terá um quarto filme da franquia (mas deveria). O que acontece é que no Scream Awards ocorrerá um reencontro com os atores de De Volta Para o Futuro. Imagina Marty McFly, Doc Brown, Biff Tanner, Jennifer, Lorraine e George McFly juntos 25 anos depois de um dos maiores filmes de todos os tempos que marcou uma geração de nerds?

O ator Michael J. Fox fez uma participação num teaser feito especialmente para a premiação. E olha, mesmo depois de todos esses anos e o Mal de Parkinson, o cara está muito bem.



O Scream Awards acontece no dia 19 de Outubro.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

CINEMA: The Runaways - Garotas do Rock

Era uma vez em 1975... Uma época em que o rock era comandado somente por homens: Kiss, Pink Floyd, Rush etc. E então surge uma jovem: Joan Jett que junto com Kim Fowley, decide criar uma banda só de mulheres. Logo depois, Sandy West,  Micki Steele, Lita Ford e Cherie Currie entram no grupo e pronto. Criou-se uma das bandas mais badass de todos os tempos: The Runaways.

O filme mostra a trajetória da banda, fama, sexo, drogas, a queda, mais drogas, separação e um pouquinho mais de drogas.

Vou dizer que esperava muito desse filme, muito mesmo. Mas não vou dizer que foi ruim, porque não foi. Mas alguns fatores quase arruinam o projeto. Vamos começar pelo positivo?

Finalmente, Kristen Stewart fez algo que se possa chamar de atuação. Como Joan Jett, a atriz conseguiu sair do estilo Bella Swan da Saga Crepúsculo. E convenhamos que a cara de "to pouco me lixando" combinou direitinho com o personagem. Sua melhor cena foi quando urina em cima de uma guitarra seguida da frase "I don't give a fuck". Só um problema com a expressão facial, ela não tem. Porém de todos os seus filmes, esse foi o seu melhor trabalho.
 
Agora o negativo: Dakota Fanning (A Vida Secreta das Abelhas). Nunca pensei que diria isso, porque acho que é uma excelente atriz, mas seu papel como Cherie Currie foi fraco e algumas vezes falso. Vou ser até um pouco preconceituosa e dizer q vê-la com 15 anos em cenas lésbicas com Kristen Stewart me deixou bastante incomodada. Outro fato negativo foi como as outras integrantes da banda foram pouco utilizadas no filme.
Mas mesmo com esses problemas, o filme conseguiu se sair bem. A trilha sonora também ajudou bastante. "Cherry Bomb" ficou na minha cabeça o filme inteiro e logo que acabou, virou o toque do meu celular. "Dead End Justice" e "California Paradise" também estão excelentes. Pelo menos nisso Fanning acertou.

Pra quem curte rockmovies, pega a pipoca porque The Runaways é uma boa pedida.

Elenco: Kristen Stewart, Dakota Fanning, Michael Shannon, Stella Maeve, Tatum O’Neal
Direção: Floria Sigismondi 
Roteiro: Floria Sigismondi 
Gênero: Drama
Ano: 2010
Nota: 7.0

sábado, 25 de setembro de 2010

CINEMA: O Último Exorcismo

Primeira lição do dia, viciados. Nunca se deixe levar por um pôster foda. NUNCA! No meu caso, me deixei levar pelo pôster e pela musiquinha do site do filme. Criei coragem e fui assistir O Último Exorcismo sozinha, porque sou uma lady muito das medrosas quando se trata de terror.

Numa fazenda no estado de Louisiana, nos Estados Unidos, Louis Sweetzer (Louis Herthum) acredita que sua filha Nell (Ashley Bell) está possuída por um demônio. Ele chama o reverendo Cotton Marcus (Patrick Fabian), com dezenas de exorcismos realizados, para salvar a jovem. Mas o que Louis não sabe é que Cotton quer provar que as sessões de exorcismo são uma grande farsa, por isso chama uma equipe de televisão para documentar que a menina finge estar possuída. Mas depois de um tempo ele descobre que nada é como parece.

Quando vi o trailer, achei que seria uma mistura de A Bruxa de Blair + O Exorcismo de Emily Rose. E eu não poderia estar mais certa. O filme não tem nada de original e tentou ir pelo caminho mais fácil de copiar métodos e até cenas. Os 20 primeiros minutos são tediosos, mostrando a rotina do reverendo que é uma verdadeira comédia no pior estilo possível.

Mas se você não liga pra enredo, atores, produção e só quer saber de sustos, esse é o filme perfeito para levar sua namorada no cinema e fazê-la pular no seu colo de tanto medo. Gritos, batidas, correria e sangue, tudo faz parte do pacote de O Último Exorcismo. Arrisque-se, depois me conta como foi.




sexta-feira, 24 de setembro de 2010

TV: Escrito nas Estrelas - Último Capítulo



Minha estréia aqui no Confissões foi sobre o primeiro capítulo de Escrito nas Estrelas e acho que nada mais justo do que falar sobre o último, certo?

Primeiro, ou o tempo passou muito rápido ou encurtaram a novela. Porque cinco meses é pouquíssimo tempo para uma novela tão boa. Segundo, há anos não se via uma dramaturgia tão bem escrita e dirigida.

Com uma trama que aborda um tema sério que é o espiritismo e personagens bem desenvolvidos, a novela soube manejar com cuidado cada item para não estragar a vontade do telespectador de assistir.

Mas todo último capítulo de novela da Globo, tem seus problemas por enrolarem para dar um final aos seus personagens. Hoje não poderia ser diferente, mas foi feito com tanta calma e cuidado que nem sentimos o tempo passar. Os vilões e sub-vilões tiveram seu espaço, pausa para Gilmar(Alexandre Nero) e o final mais original para um vilão. Mas o que fez o coração de muita gente enlouquecer foi quando Daniel (Jayme Matarazzo) tentou levar Viviane/Vitória/Valentina (Nathalia Dill) embora. A prece do Ricardo(Humberto Martins) e Daniel implorando para Viviane não voltar me fez bater na perna de tanto nervoso.

Porém tudo que é perfeito não dura a novela inteira, correto? Pra mim foi uma grande mancada não colocarem um final para Judite. Mostrar ela num hospício, já que foi isso que deu a entender. Ou mostrar quem eram os pais da Luciana, que passou a novela inteira chorando porque queria descobrir o que aconteceu. Que furada, hein?

Mas mancadas a parte... Todo o elenco, produção e direção estão de parabéns por fazer de Escrito nas Estrelas uma das melhores novelas dos últimos tempos.

TV: 4ª Temporada - The Big Bang Theory

Finalmente, The Big Bang Theory voltou! E digo finalmente por que eu não aguentava mais assistir reprises para matar saudades de Sheldon, Raj, Penny e Howard (tirei o Leonard, porque convenhamos, ele é um tédio). E depois de um final de temporada meio boring, eu tive medo que esse novo ano fosse pior, mas agradeço aos céus por estar errada.

A série parece ter voltado as origens com suas piadas nerds que muita gente reclama que não entende, e logo o programa não tem graça. Para essas pessoas: Assistam Zorra Total que vocês ganham mais.

Todos os personagens tiveram sua chance de brilhar. Raj abria a boca e só soltava pérolas. A teoria de onde o Aquaman defeca ainda está na minha cabeça. Penny e Sheldon e a mesma química de sempre que nunca perde a graça. E palmas para Mayim Bialik (eterna Blossom), pois conseguiu fazer uma participação incrível como Amy, a primeira "namorada" do Sheldon. Tenho que confessar que tinha dúvidas sobre seu papel, já que fã que é fã de The Big Bang Theory, sabe que Shedon é assexuado e não namora. Mas Mayim fez um excelente trabalho e não vejo a hora de Amy voltar ao programa.


O episódio inteiro foi muito bom, mas o momento hilário que me fez chorar de tanto rir foi Howard com o pênis preso numa mão robótica.

Com ótimas sacadas, bons atores e uma excelente produção, esse episódio foi um dos melhores do programa e se continuar assim The Big Bang Theory tem tudo para ser uma das melhores sitcons de todos os tempos (atrás de Friends, claro).

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

TRAILER: Harry Potter And The Deathly Hallows - Parte 1

Sem palavras. Vi o trailer em total silêncio, com o braço todo arrepiado e uma lágrima escorrendo pelo meu rosto. Assista e morra de ansiedade para 19 de Novembro.


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

TRAILER: The Fighter

Fazia tempos que um trailer não me animava tanto. Isso geralmente costuma ser uma coisa ruim, porque sempre me ferro quando o filme estréia. Mas espero que seja diferente desta vez, já que se trata de mais um forte concorrente ao Oscar 2011.

The Fighter conta a história real do boxeador Micky Ward (Mark Wahlberg) que tenta vencer o mundial de peso-leve. Depois de passar por poucas e boas, ele tem que abandonar o irmão problemático (Christian Bale) como treinador.



Me impressionei com a aparência do Christian Bale que adora fazer essas mudanças drásticas para papéis dramáticos. Exemplo disso é O Operário, que chega ser até assustador de ver o ator tão magro.

O filme foi dirigido por David O. Russell (Três Reis) e ainda conta com Amy Adams (Dúvida) no elenco. Anyway, The Fighter estréia 24 de dezembro nos cinemas brasileiros.

CINEMA: Nosso Lar

Odeio ir ao cinema cheia de esperança para ver um filme. Ontem odiei mais do que tudo. Esperei por esse filme desde abril, quando vi o trailer durante a exibição de Chico Xavier, e também porque se trata de um dos meus livros favoritos.
  
E o mais engraçado é que parecia que eu estava recebendo sinais para não ver esse filme. Tentei assistir desde a estréia, mas sempre acontecia alguma coisa, como bater o meu carro a caminho do cinema. Mas ignorei todos os avisos e fui assistir mesmo assim. E como me arrependo. 

O filme é baseado no primeiro volume da série A Vida no Mundo Espiritual, escrita em 1944 por Chico Xavier e conta a história de André Luiz (Renato Prieto), médico que através de atos cometidos em vida é considerado um suicida após sua morte. Depois de ser resgatado, ele conhece a colônia Nosso Lar onde aprende que a morte em si é apenas o princípio de sua história. 

A história em si é boa, os efeitos são bons (se levar em consideração que é um filme nacional e que custou R$ 20 milhões), mas o que arruinou foram as atuações medíocres. Todos pareciam que não tiveram tempo de decorar o texto e estavam lendo enquanto gravavam. Colocaram atores desconhecidos que aparentavam não ter experiência nenhuma no ramo. Lamentável. Onde estava a direção num problema como esse? Pelo menos o resto ficou legal. Pensamento positivo.
O longa foi escrito e dirigido por Wagner de Assis que tenho que admitir, fez um bom trabalho transcrevendo o livro para o filme. Todas as cenas no umbral (espécie de purgatório para dor e sofrimento) foram exatamente como imaginava ao ler o livro. As imagens belas da colônia, acompanhadas pela trilha, ajudam o telespectador a se acalmar e não sair antes do filme acabar. 

Enfim, Nosso Lar foi fraco tanto para cinéfilos quanto para os espíritas e poderia ser muito melhor se os atores fossem completamente diferentes. Em outras palavras: DECEPÇÃO.

Elenco:  Renato Prieto, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland, Inez Viana, Rodrigo dos Santos, Werner Schünemann, Clemente Viscaíno, Othon Bastos, Ana Rosa, Paulo Goulart
Roteiro:  Wagner de Assis
Direção: Wagner de Assis
Gênero: Drama
Ano: 2010
Nota: 5.0


segunda-feira, 13 de setembro de 2010

MÚSICA: Video Music Awards

Sem barracos, sem cantores bêbados invadindo o palco e sem beijos lésbicos. O MTV Video Music Awards de ontem (12/09) foi tudo certinho para evitar constrangimentos, mas ainda senti que faltava alguma coisa. As apresentações foram muito bem feitas, em especial Eminem, Usher e Linkin Park. Palmas para a produção do evento (aprenda com eles, MTV Brasil). Mas ainda estou tentando entender o que Kanye "destruidor de sonhos" West foi fazer. Depois da palhaçada do ano passado, ele ainda ganhou o direito de encerrar o VMA's? Por que?

Bom, tirando isso, a lista de ganhadores foi muito justa. Lady Gaga levou oito astronautas, sendo sete deles por Bad Romance e um por Telephone. Por mais estranha que seja ela canta muito, faz clipes maravilhosos e mereceu cada estatueta, incluindo Video do Ano, recebido pelas mãos de Cher. E ainda deu uma preview de seu novo álbum "Born this way".



Na categoria Melhor Clipe de Rock, 30 Seconds To Mars do ator Jared Leto levou a melhor, mostrando que veio para ficar. Queria tanto não poder comentar Justen Bieber levando Artista Revelação, porque sinceramente ele não merecia. Mas quem escolhe são os fãs, sendo assim foi a vitória mais injusta de ontem.

Mesmo com uma premiação "quase" justa e a MTV tentando manter a ordem durante o evento, o que mais fez falta foram as partes polêmicas que todos os anos nos fazem comentar por dias. Esse ano não teve nada que me fizesse ficar WOW, logo virou o mais fraco para o VMA.

Confira abaixo a lista completa dos ganhadores:

Categorias principais:

Clipe do Ano: Lady Gaga, com Bad Romance
Melhor Clipe Feminino: Lady Gaga, com Bad Romance
Melhor Clipe Masculino: Eminem, com Not Afraid
Artista Revelação: Justin Bieber
Melhor Clipe de Pop: Lady Gaga, com Bad Romance
Melhor Clipe de Rock: 30 Seconds To Mars, com Kings and Queens
Melhor Clipe de Hip-Hop: Eminem, com Not Afraid
Melhor Colaboração: Lady Gaga e Beyoncé, com Telephone
Melhor Clipe Dançante: Lady Gaga, com Bad Romance


Categorias técnicas:

Melhor Coreografia: Lady Gaga, com Bad Romance
Vídeo Revelação: The Black Keys, com Tighten Up
Melhor Clipe com Efeitos Especiais: Muse, Uprising
Melhor Direção de Arte: Florence + the Machine, por Dog Days Are Over
Melhor Edição: Lady Gaga, com Bad Romance
Melhor Direção: Lady Gaga, com Bad Romance
Melhor Cinematografia: Jay-Z & Alicia Keys, com Empire State of Mind


sexta-feira, 10 de setembro de 2010

FILME: Dreamgirls - Em Busca de um Sonho

Tudo começou com Moulin Rouge, logo em seguida Chicago, agora minha paixão por musicais se completa com Dreamgirls. Confesso que quando vi o trailer, achei que seria algo triste de se assistir, por confiarem em duas cantoras para fazerem papeis de grande prestígio. Cara, como me arrependo de ter pensado tal coisa.

O filme é baseado em um musical da Broadway, que por fim é baseado na história do grupo The Supremes, grupo da famosa cantora Diana Ross, de grande sucesso nos anos 60. O grupo começa a carreira fazendo backingvocal do cantor James “Thunder” Early (Eddie Murphy), inspirado em James Brown. Após um tempo, o grupo inicia carreira independente, mas Effie (Jennifer Hudson) é obrigada a ceder para Deena (Beyoncé Knowles) a voz principal, o que faz com que a cantora deixe o grupo. A partir disso, Effie luta para seguir a vida, enquanto acompanha o sucesso de suas ex-companheiras.

Vamos começar com Beyoncé Knowles, que apesar de muitos críticos têm acreditado ser o elo mais fraco do filme, está longe de ser fraca. Como Deena Jones, Beyoncé tem a voz, experiência, olhar e o talento.

Finalmente posso dizer que Eddie Murphy é um grande ator. Mesmo seu personagem James "Thunder" Early, sendo um combo de todos que o ator já viveu (exagerado, grosso e engraçado), posso garantir que foi uma combinação perfeita para ele. Não existe uma veia de emoções vividamente exibidas em seu personagem.


Geralmente quando o filme é tão bom sempre tem um ator que decepciona. Neste caso, Jamie Foxx levou o prêmio. Sua presença e desempenho na tela não foram suficientemente bons. Talvez seja a “Maldição de Ray”, algo que acontece com muitos atores, quando fazem sucesso em algum filme, mas depois não conseguem o mesmo prestígio.

 Agora o que realmente trouxe glamour ao filme, Jennifer Hudson! Quem diria que uma cantora do American Idol, odiada por Simon Cowell, que não venceu o programa roubaria o filme todo para si mesma. E como atua! Confesso que me surpreendi e muito com o carisma e audácia que Jennifer deu a sua personagem Effie White. Com a voz estrondosa, Hudson pôs Beyoncé no chinelo. Este filme é totalmente de Jennifer Hudson que merecidamente ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante de 2007.

Enfim, as músicas especialmente “Listen”, “Patience” e “One Night Only” fazem o público viajar com o ritmo, letras e emoções que cada um dos atores apresentam. Surpreendentemente dirigido por Bill Condon (“Chicago” e “Deuses e Montros”), este é um filme, que ficará na cabeça das pessoas por muitos anos. Dreamgirls convida você a assistir e a amar cada pedaço deste maravilhoso musical.


Elenco:  Jamie Foxx , Beyoncé Knowles , Eddie Murphy , Danny Glover , Jennifer Hudson
Roteiro:  Bill Condon
Direção: Bill Condon
Gênero: Drama
Ano: 2006
Nota: 8.0

TRAILER: 

INTERNET: O Melhor comercial de anti-vírus

Sou fã do Dolph Lundgren desde pivete, quando Rocky 4 não parava de passar na Sessão da Tarde. Ele fez do personagem Ivan Draco um mito e muito melhor que o próprio Rocky. Depois veio Soldado Universal e outros filmes e hoje, com apenas 20 minutos em cena, ele fez valer a pena assistir "Os Mercenários". Mas se o título fala sobre anti-vírus, por que estou falando de Dolph Lundgren?

Decidiram colocar um ícone dos filmes de ação dos anos 80 e 90 ao lado de um unicórnio(?) para saber quem venceria numa luta. Vejam os dois resultados:










quinta-feira, 9 de setembro de 2010

TV: Fall Season - Novas Séries

Como falei no outro post, hoje começa a Fall Season nos EUA, só que eu tinha falado sobre as novas temporadas e agora vou falar sobre as novas séries. E vou começar com a que promete ser uma das melhores.

Shit!My dad says é baseado no perfil mais engraçado do twitter, onde se posta todas as frases rídiculas e hilárias que um pai boca suja fala. A série é estrelada por William Shatner (Star Trek) e estréia dia 23 de setembro.

Promo:




"No Ordinary Family" tem tudo para ser um fracasso e ser cancelada antes de completar uma temporada inteira.

A série conta a história de uma família que está viajando de férias, sofre um acidente de avião e ganham super poderes. O chefe da família é o cara que fez Quarteto Fantástico, que é basicamente a mesma história. E se já cansou no cinema, com certeza vai cansar na série. Estréia 28 de setembro.

Clique aqui para ver a promo.





HELLCATS: Sim, coloquei a série da Ashley Tisdale. Por que? Não sei. Achei a promo interessante. Só pelo poster da série, dá pra se ter uma idéia sobre o que se trata: líderes de torcida. Estreiou ontem.

Clique aqui para ver a promo.







Dos criadores de Arrested Development com a fofíssima Kerri Russel (Felicity), Running Wilde conta a história de um milionário que sonha em conquistar seu amor de infância Emmy. Estréia 21 de setembro.

Clique aqui para ver a promo







Mesmo com um poster legal, The Defenders é apenas mais uma série sobre advogados.
Jim Belushi (According to Jim) e Jerry O'Connel (Stand By Me) estrelam a série. Jim como o advogado cabeça e pé no chão. Jerry como o galinha-come-todas. Estréia 22 de setembro.

Clique aqui para ver a promo.




1º: Que poster mais fofo
2º: A série foi criada por Chuck Lorre (The Big Bang Theory e Two and a Half Men)
3º: Mike & Molly conta a história de um casal que se conhece num centro de auto-ajuda para comedores compulsivos.
4º: Clique aqui para ver a promo e se apaixone, pq eu me apaixonei.




E a última, mas ao que parece não menos importante, The Event. Pelo que ando lendo, esta será a sucessora de Lost. Fala sobre um homem (Jason Ritter - The Class) que está a procura de sua esposa e acaba descobrindo uma grande conspiração com o governo dos EUA. Estréia dia 20 de setembro.

Clique aqui para ver a promo.

TV: Fall Season - Novas Temporadas

Depois de uma espera infernal de três meses, finalmente o mundo das séries retornam com episódios inéditos. Mas o chato é que no Brasil, algumas dessas séries só voltam em Novembro. Menos no canal Sony que criou coragem e decidiu passar uma semana depois dos EUA. Talvez seja por que a maioria (me incluindo) não aguenta mais esperar e sendo assim, baixa pela internet.

O Fall Season começa hoje, com a 2ª temporada de Vampire Diaries. Promo abaixo:




Lembrando que Glee, Grey's Anatomy, Two and a Half Man, The Big Bang Theory também voltam em setembro. Promo de algumas dessas séries:

Glee:



The Big Bang Theory: 



Grey's Anatomy:

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

TRAILER: 127 Hours

127 Horas de pura angústia, no meio do Gran Canyon, com uma pedra em cima de você e tudo o que lhe resta é a vontade de viver. Assista ao trailer deste filme que é um dos fortes candidatos ao Oscar de 2011.



Dirigido por Danny Boyle (Slumdog Millionaire) e estrelado por James Franco (Milk), 127 Hours estréia em 05 de novembro.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

CINEMA: Peacock



Desde ontem eu estava com o ator Cillian Murphy (Amor Extremo, Batman Begins) na cabeça. Então, minha colega blogueira Viviane do New Point of View, me indicou a produção independente Peacock, com Susan Sarandon, Ellen Page, Bill Pullman, Josh Lucas e o próprio Cillian Murphy. Fui assistir com um pé atrás, mas conforme a trama foi acontecendo, fui me apaixonando pelo filme.


A história começa com Emma Skillpa, que levanta cedo para preparar o café e espiar a vida dos vizinhos até as 8:15am, que é quando Emma sai de cena para John Skillpa assumir seu lugar, comer seu café da manhã, pegar sua bicicleta e partir para o emprego no banco. Mas como assim “assumir”? Sim, John e Emma são a mesma pessoa. E é a partir daí que a trama complica e você enlouquece.

A atuação em todo filme foi muito bem feita, Susan Sarandon, Ellen Page e até Bill Pullman mostraram um ótimo desempenho que trouxe vida à cidade de Peacock.


Cillian Murphy foi fantástico na maneira como ele se debruçou sobre esta dupla função. Cada personagem que ele interpreta tem uma qualidade assustadora e com John/Emma não foi diferente, chegando numa atuação tão perfeita que em muitas partes chega a enganar o telespectador em pensar que são duas pessoas diferentes. 

O filme toca em alguns assuntos delicados, como abuso infantil, cross dressing, prostituição, insanidade e muito mais, mas com todos os temas pesados só foi classificado como PG-13, o que pode ter prejudicado algumas partes do filme.


Escrito e dirigido pelo desconhecido Michael Lander, Peacock é realmente estranho, mas pode acabar sendo um daqueles filmes que poucas pessoas assistem. Não é algo para passar em uma festa, e certamente não é para todos. Só o grupo certo de pessoas no ambiente certo para achar muito interessante o mundo do esquizofrênico John Skillpa em Peacock.

 
Elenco: Cillian Murphy, Susan Sarandon, Josh Lucas, Bill Pullman e Ellen Page
Roteiro: Michael Lander
Direção: Michael Lander
Gênero: Suspense
Ano: 2009
Nota: 8.0

 TRAILER
 

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

TRAILER: Black Swan


Dirigido pelo magnifico Darren Aronofsky de Réquiem Para um Sonho. Black Swan conta a história de uma bailarina que se sente ameaçada por uma rival. Mas pelo pouco que vi, não acho que será o clichê básico. E pelo que a crítica fala, este será possivelmente o filme que dará o oscar para Natalie Portman.




Mila Kunis (That 70's Show) e Vicent Cassel (12 homens e outro segredo) encabeçam o elenco de Black Swan, que estréia 1º de dezembro nos EUA.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Do Fundo do Baú: Clube dos 5 (Breakfast Club)


Quando perguntam sobre os clássicos dos anos 80, tudo que me vem à cabeça são os filmes adolescentes. Os high school movies marcaram uma geração com vários e vários filmes que são visto e serão amados por muito tempo. E o vício de hoje é sobre um desses filmes.

O Clube dos 5 fala sobre cinco estudantes completamente diferentes (o atleta, a patricinha, o rebelde, o nerd e a reclusa), presos na detenção de sábado, junto com o outro estereotipo do filme, o professor malvado, que passa um simples trabalho: uma redação sobre “quem eles acham que são”. Impedidos de saírem, eles só vêem uma solução, conviverem e resolverem as diferenças.

Conforme o filme vai passando, você se envolve com as histórias. Cada um tem seus próprios problemas e por mais insignificantes que possam parecer, para um adolescente são tudo. Isto é o que este filme capta de melhor, a adolescência como um momento de autoconsciência e angústia. Quando olhamos para trás, ele parece um pouco ridículo. No entanto, esse ponto em nossas vidas, é importante. Os pais não entendem e os professores não entendem.

E vamos as atuações? Vou começar pelo ator que nunca gostei, mas ganhou meu coração nesse filme. Judd Nelson (Suddenly Susan) sempre me irritou porque ele transborda sua arrogância em todos os seus trabalhos, mas como o rebelde Bender, ele conseguiu sair do lado mais convencido e mostrou a que veio. Pena que voltou a arrogância logo depois. E o que seria um dos atores mais promissores de Hollywood, acabou como totalmente esquecido.

Os outros são igualmente perfeitos para os papeis. Do ícone dos clássicos Molly Ringwald (A Garota de Rosa Choque), Emílio Estevez (Young Guns), Ally Sheedy (Amnesia), ao o meu nerd favorito, Anthony Michael Hall (Mulher Nota Mil e Sixteen Candles).



A trilha sonora seria facilmente esquecida se não fosse por uma única música “Don’t You (Forget About Me)” do Simple Minds. O filme acaba e você continua cantando e cantando e cantando...

E não posso terminar de escrever sem falar no gênio dos clássicos 80’s high school movies, John Hughes. John além de dirigir, escreveu o roteiro para o filme, então todo o crédito é dele. O cara era brilhante e criou os melhores filmes que marcaram a sua sessão da tarde na Globo. Quem não lembra de Curtindo a Vida Adoidado?

Enfim, mesmo sendo sobre o estereotipo do adolescente, o filme fez um excelente trabalho de desconstruir o mesmo enquanto os jovens viram amigos, mesmo que no final do filme você pense diferente. Anyway, assista o Clube dos 5, se identifique e vá passando de geração em geração, porque acredite, vale a pena.

Elenco: Anthony Michael Hall, Molly Ringwald, Judd Nelson, Emilio Estevez e Ally Sheedy.
Roteiro: John Hughes
Direção: John Hughes
Gênero: Drama
Ano: 1985
Nota: 8.5


terça-feira, 10 de agosto de 2010

MÚSICA: Katy Perry - Teenage Dream

O sonho adolescente de Katy Perry acaba de ser lançado. "Teenage Dream" mostra Katy de calcinha e sutiã, vivendo um romance ao lado do ator Josh Kloss.



Lembrando que o disco de mesmo nome chega as lojas no dia 30 de agosto.

CINEMA: Velozes e Furiosos 5. Primeiras Imagens de Rio de Porto Rico. Cuma?

Sairam as primeiras fotos do Rio de Janeiro em Porto Rico. Cuma? 
Pois é. Mesmo com Vin Diesel enchendo o povo de esperança, dizendo que teriamos cenas de racha nas favelas do Rio, chegam os produtores e cortam o barato. O filme está sendo rodado em Porto Rico como se fosse a cidade maravilhosa, coisa pra deixar muito fã brasileiro meio "p" da vida, certo?


O site Comming Soon divulgou algumas imagens. Deêm uma olhada nas fotos e vejam como ficou.




O que o careca do Dwayne Johnson, antigo The Rock, está fazendo no filme? É uma surpresa, já que o nome dele não consta no elenco.







O quinto filme da franquia de sucesso conta a história de Dom (Diesel) e Brian (Walker) como fugitivos da polícia depois que o ex-agente do FBI (Walker) ajuda na fuga de Dom. Velozes e Furiosos 5 estréia 10 de junho de 2011 nos EUA.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

TV: Cultura, infância que não volta

Na semana passada eu soube que a antiga TV Cultura estaria próxima do fim, dando boas vindas a uma mudança drástica em praticamente toda a sua programação. Com isso, comecei a lembrar de como a TV Cultura fez parte de 80% da minha infância. Os melhores desenhos e os melhores programas educativos faziam parte do meu dia-a-dia.

Quem, com mais de 20 anos, não lembra de ter aprendido a cozinhar com o X-Tudo, ou tentava criar a abertura de Rá-Tim-Bum em casa, ou brincava de detetive com As Aventuras de Tim Tim



O mais engraçado é que naquela época não precisavam de lutas, sangue e sexo para chamar a atenção. Era uma maneira simples e divertida de aprender. Hoje em dia, as crianças estão tão cegas por jogos violentos e animes que mais parecem hentais, que estão perdendo o lado infantil. E essa é a tendência daqui a pra frente. Quanto mais o mundo evoluir, mais as crianças deixarão de serem de fato o que realmente são, crianças! Triste...
Distributed By Blogger Template | Designed By Blogger Templates